Artigos

Separando as finanças pessoais da empresa!

Bom… muitos empreendedores nos confidenciam que a maior dificuldade que possuem é separar as finanças pessoais das finanças da empresa.

Sabemos o quanto isso se torna mais difícil quando se trata do micro e pequeno empresário, mas é possível tornar essa tarefa fácil e beneficiar tanto seu negócio quanto seu bolso.

Em primeiro lugar, é importante saber qual é o seu gasto mensal pessoal, ou seja, de quanto você precisa para pagar suas contas pessoais. É necessário fazer o levantamento de todos os gastos, inclusive lazer, vestuário, combustível, etc.

Desta forma será possível definir um pro labore.

– “Pera aí, mas eu já defini um com a contabilidade para fins de aposentadoria!”

Bom, se definiu por definir, fez errado! É hora de corrigir! Você precisa retirar dos custos mensais da empresa o valor que possa suprir suas necessidades. Porém é importante lembrar que você é um funcionário da empresa, então seja justo com ela.

Não é viavél manter um funcionário com salário astronômico e levar seu negócio a falência, correto?

Então faça o seguinte: calcule qual o valor da sua hora em comparação a um profissional como você, e multiplique pelo tempo que se dedica a esta função. Contudo, não são apenas 8 horas diárias se chegar em casa e trabalhar! É necessário calcular o tempo integral que dedicado a sua empresa.

Definido o Pro labore é importante inserir ele nos custos e reavaliar a precificação da sua empresa, assim visualizamos se ela está obtendo lucro ou se isso pode gerar prejuízo.

Este pro labore, deve ser retirado todo mês como folha de pagamento, e deve ser levado a sério.

Nada de pagar conta pessoal no débito automático da empresa, ou com o cartão de crédito empresarial.

Lembrando sempre que, para ter o controle correto de todas as despesas é IMPORTANTE o uso do fluxo de caixa tanto para a empresa quanto para a vida pessoal.

Veja: Como fazer o fluxo de caixa perfeito!

Sem desculpas e com disciplina é possível separar as finanças pessoais das finanças do seu negócio, sem prejudicar ambas as partes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *